Saiba usar as redes sociais sem cair na lista negra do RH

Este artigo é dirigido ao jovem colega de profissão, ao aluno de comunicação e ao profissional de rádio e televisão.

Por Luiz Seabra

Na web o que se deseja de você, no mínimo,  é discernimento quando um assunto espinhoso estiver na rede. Para quem almeja ir mais fundo, mais longe e um pouco mais adiante, fique sabendo que as empresas de comunicação também monitoram os candidatos que se atracam no Facebook, Twitter, Linkedin, Instagran e outras ferramentas da nova comunicação social.

Nas últimas eleições o que se viu na web foi uma guerra de informações, a maioria sem pé nem cabeça, e muita discussão em torno deste e daquele candidato ou deste e daquele partido. Discussões acaloradas, estúpidas e até sem sentido prático ou como vocês dizem: sem noção. E agora com esse volume estúpido de corrupção...

Primeiro porque se discuti tantas vezes informações distorcidas, sem a devida apuração, ou de fontes duvidosas, como blogs. Você sabe mas é sempre bom uma reidratação: a maioria dos blogs que atua na seara política é pau mandado e recebe por isso; o que se quer é disseminar a discórdia, difamar candidatos, descredibilizar a boa política. 

Segundo porque precisamos nos reencontrar amistosamente e não nos esconder atrás de computadores, celulares e tablets para sair pelo mundo atirando virtualmente nas pessoas e desmoralizá-las.

CONSELHO: Se você deseja ter espaço na mídia e não quer migrar para a política, cuidado ao sair por aí defendendo este ou aquele candidato, o governo de fulano, o partido de sicrano. Deixe isso para as suas relações pessoais. Também não se envolva, apaixonadamente, com esta ou aquela religião.

Lembre-se: assim como globo o mundo gira como uma roda gigante de um parque infantil. E são as nossas infantilidades na vida adulta que nos faz inconsequentes.

Quando for postar alguma coisa, que esta coisa seja relevante e contenha o princípio que rege as melhores relações humanas: a verdade. E a verdade é a nossa matéria-prima. 

Compartilhe esse conteúdo nas redes abaixo

Facebook

Instagram

Streaming

© Copyright 2017 Luiz Seabra. Desenvolvido por www.LHBS.com.br.